Casal segurando as mãos um do outro para se preparar para a mudança de país

Como fica a vida do casal com a mudança de país?

0
()

Não é novidade que a mudança para outro país traz transformações em sua vida pessoal e profissional, mas também na sua vida conjugal. Aprender uma nova língua, novos costumes, amparar a adaptação dos filhos, cuidar da casa e, em meio a tudo isso, ter tempo para olhar para si e seu(sua) companheiro(a). Quantas responsabilidades, não é mesmo?! Mas como fica a vida do casal com a mudança de país?

Expectativas na mudança de país

Casal de mãos dadas com os braços entrelaçados em mudança de país
Fonte: Brooke Cagle no Unsplash

Mudar para o exterior pode ser um momento emocionante para qualquer casal. Mas, como qualquer mudança, ela vem com seu próprio pacote de desafios e expectativas. A vida conjugal é cheia de expectativas, seja devido à espera de um pedido de namoro ou casamento ou até aspectos comuns do cotidiano, como, por exemplo, um elogio.

Com a mudança para outro país, as expectativas serão outras. Algumas dessas se concentram no seu papel de esposa e mulher, como, por exemplo, como você se imaginou no dia a dia nessa nova vida. É muito possível que, chegado o momento de viver essas expectativas, exista uma grande disparidade entre o esperado e o real. Nesses momentos, você pode se sentir frustada e desamparada.

Nessas situações, esteja ciente dos sentimentos que as expectativas lhe trazem. Converse com seu companheiro e esclareça para ele o que está lhe incomodando. Aproveite essa oportunidade de diálogo para fazer vocês se aproximarem.

Lembre-se que seu companheiro não possui bola de cristal – e nem você, e por mais que você queira que ele adivinhe como você se sente, isso raramente acontecerá. A base de uma boa relação conjugal se concentra na comunicação do casal. Em resumo, para que a relação continue em equilíbrio, você e seu companheiro precisarão conversar ainda mais.

Leia também:  A religião no processo de adaptação na Europa

Vidas sociais após a mudança de país

Além das expectativas e desafios, a vida do casal também muda quando eles passam a ter vidas sociais individuais, seja porque ele trabalha ou estuda e você não, ou o contrário – ou mesmo que os dois tenham suas atividades fora de casa.

O que acontece é que ele e você terão contato com outras pessoas e farão novos amigos separadamente, de acordo com a rotina de cada um. É ótimo ter vidas sociais individuais, mas também é importante criar amizades compartilhadas. Ter amigos e uma rede social em comum fortalece a relação do casal, bem como a autoestima de ambos.

Amigos brindando com copos de cerveja
Amizades individuais e compartilhadas são importantes para o casal após a mudança de país Fonte: Elevate no Unsplash

Uma das coisas mais legais de se mudar para o exterior é que, na verdade, é uma oportunidade de se relacionar e se aproximar como um casal. E isso não se resume apenas a passarem o máximo de tempo juntos em casa, mas uma chance de sair como um casal e tentar novas experiências, como fazer coisas juntos que vocês nunca fizeram antes. Quem sabe iniciar aulas de dança juntos, corrida ou até mesmo abrir um negócio.

Apoio mútuo

É natural se tornar mais depende do seu companheiro, já que sua rede de apoio não é tão presente quanto antes, principalmente na atenção aos filhos. Vocês têm apenas um ao outro para dividir tudo, desde as tarefas domésticas, como a faxina da casa e o jantar, até tomar decisões mais complexas, como decidir em qual escola os filhos estudarão. Portanto, embora seja normal confiar um no outro para obter apoio emocional e necessário, é saudável para ambos buscar esse suporte nos familiares e amigos também, mesmo que à distância.

Leia também:  A importância da rede de apoio materna

Lembre-se que seu companheiro também está passando pelo choque cultural ao mudar para outro país. Então, é importante que vocês não só se amparem mutuamente, como também busquem outras fontes. Não será sempre que você terá as respostas esperadas por ele, assim como ele também não poderá responder a todas as suas expectativas.

Casal sentado na cama, tristes após mudança de país
Lembre-se que seu companheiro também está passando pelo choque cultural ao mudar para outro país
Fonte: Zun Zun para Pexels

Evolução em conjunto

Em determinado ponto da sua adaptação, não se assuste ao perceber que seus gostos, ou até mesmo seus interesses e atividades, mudarem. Experiências que você nunca pensou em passar talvez comecem a fazer parte do seu dia a dia. E isso vale para simples passos, como começar um trabalho voluntário, abrir um pequeno negócio ou até mesmo voltar a ser estudante. Você pode encontrar grupos de atividades diversas em qualquer lugar que esteja no meetup.com, por exemplo.

Homem tocando violão e mulher tomando chá
Já pensou em fazer algo totalmente inusitado após a mudança de país?
Fonte: Toa Heftiba no Unsplash

Morar em outro país nos dá a possibilidade de ver não apenas o mundo de outra forma, mas a nós também. Nessa fase, é importante encontrar o equilíbrio com seu companheiro para que ambos respeitem essa evolução e cresçam juntos, tornando a vida do casal com a mudança de país o mais prazerosa possível.

Gostou do artigo? Compartilhe com outras mães 🙂

Queremos saber o quanto esse artigo foi útil pra você!

Por favor, deixe sua avaliação.

Resultado 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar...

Nós lamentamos muito que você não está satisfeita com o artigo.

Ajude-nos a escrever artigos mais úteis e informativos!

Por favor, deixe sua sugestão em como melhorar esse artigo.



Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.