criança em idade pré-escolar brinca com blocos

Tipos de creches na Holanda e outras alternativas

5
(1)

O sistema educacional holandês para crianças a partir de quatro anos é universal e gratuito. Já para crianças em idade pré-escolar na Holanda, as possibilidades são, na maioria das vezes, pagas, porém bem variadas. Principalmente para nós, pais e mães expatriados que vivemos longe de nossas famílias e sem rede de apoio, é essencial que saibamos quais as opções. Quer conhecê-las? Falamos tudo o que sabemos neste artigo.

Creche (Kinderdagverblijf)

As creches na Holanda seguem um rigoroso padrão de qualidade e segurança determinado por lei e geralmente funcionam de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h30. Além disso, em cidades maiores, como Amsterdam, existem creches que funcionam no período da noite e também nos fins de semana.

criança em idade pré-escolar na Holanda brincando na creche
As creches na Holanda não são gratuitas, o que inviabiliza o acesso para muitas famílias
Fonte: Pixabay

O número de cuidadores em cada grupo, nas creches, depende do número e da idade das crianças. As creches holandesas variam muito no que diz respeito à abordagem pedagógica, à forma como agrupam as crianças, como estabelecem rotinas de sono, no tipo de refeições que oferecem e quanto ao que está incluso no preço. Esses são detalhes que as famílias devem analisar com cuidado antes de decidir qual será o local onde seus filhos ficarão.

As creches não são gratuitas, com o custo hora, atualmente, em torno de €6,50. Se a criança passa apenas um dia da semana na creche, por exemplo, a mensalidade fica em €300. O cálculo pode ser assustador para a maioria das famílias, porém, pais e mães que trabalham ou estudam podem receber um reembolso parcial do governo, o kinderopvangtoeslag (calcule o quanto aqui).

Como as listas de espera costumam ser longas, é necessário registrar a criança o mais cedo possível para conseguir uma vaga. Para mães que trabalham fora de casa é aconselhável deixar tudo pronto já durante a gravidez. A depender da cidade, o tempo de espera é maior inclusive que o período da licença maternidade.

Principais diferenças entre creches na Holanda e no Brasil

  • Valor: não existe creche pública grátis na Holanda
  • Refeições: poucas oferecem prato quente como o nosso na hora do almoço, na grande maioria delas as crianças comem apenas sanduíches
  • Higiene bucal: no Brasil é rotineiro escovar os dentes após as refeições, isso não acontece aqui
  • Banho: creches holandesas não dão banho nas crianças ou bebês
  • Berços: apesar de parecer estranho para quem acabou de chegar, os berços utilizados pelas creches holandesas são fechados para garantir a segurança das crianças, que não podem escalar as grades para saírem deles
Creches holandesas
Os berços são fechados para a segurança dos bebês

Gastouders

Um gastouder faz da sua própria casa uma espécie de creche, podendo tomar conta de até seis crianças ao mesmo tempo, incluindo seus próprios filhos. Esse número também é baseado na idade das crianças. Esses cuidadores precisam ser registrados no cadastro nacional de creche (Landelijk Register Kinderopvang en Peuterspeelzalen) e possuir um diploma relevante, um certificado de primeiros socorros infantis e um certificado de boa conduta.

Leia também:  Como fica a vida do casal com a mudança de país?

Geralmente, os preços são mais baratos que uma creche, em torno de € 5 por hora, mais uma taxa cobrada pela gastouderbureau, que é a agência que gerencia o gastouder (não é possível uma família contratá-los diretamente). O reembolso do governo para quando ambos os pais trabalham ou estudam também se aplica. Caso as obrigatoriedades acima citadas não sejam cumpridas, a família contratante perde o direito ao reembolso, por isso, é bom se certificar.

Os horários dos gastouders costumam ser mais flexíveis. Por causa do ambiente caseiro, a atenção dada à criança é mais individual e a abordagem é mais pessoal, tornando esse cuidador uma figura bem próxima da criança. A desvantagem é que, se o gastouder não estiver disponível (ficou doente ou saiu de férias), ele não será substituído no seu local. A criança será encaminhada pela agência para outro gastouder, o que pode gerar certo estranhamento para ela (já que o contato é muito pessoal).

Gastouder aan huis

Gastouder com criança que não vai pra creche na Holanda
O conceito de gastouder é uma novidade para muitos brasileiros
Fonte: Pexels

Sendo registrado e cumprindo os requisitos citados acima, um gastouder também pode trabalhar na casa da família, e os custos deste serviços também poderão ser reembolsados pelo governo. Porém, se o mesmo profissional trabalhar na casa por mais de três dias por semana, tal família será considerada o empregador oficial daquela pessoa. Será necessário, então, pagar todos os direitos trabalhistas, como qualquer outra empresa faz aos funcionários na Holanda, o que na grande maioria dos casos acaba inviabilizando a utilização desse serviço. O valor cobrado por hora fica em torno de € 15, independente do número de crianças.

Babás (Oppas)

Na Holanda, é muito comum contratar adolescentes ou estudantes que queiram ter uma renda extra para cuidar das crianças por poucas horas, as chamadas oppas (em inglês, babysitters). São babás que geralmente cuidam das crianças por algumas horas ao dia, regularmente ou apenas ocasionalmente.

Leia também:  Inverno na Europa: onde se divertir com as crianças

A melhor forma de encontrar uma babá é por meio de recomendações de amigos ou familiares. Mas hoje em dia existem diversos sites especializados nesse serviço, como o CompaNanny e o Sitly e também por meio de grupos de mães da sua região no Facebook. O custo é calculado por hora e vai depender muito da cidade, do horário, da experiência da babá, dos custos de transporte e da quantidade de crianças a serem cuidadas. O valor não é reembolsado pelo governo.

Au pair

uma criança qua não vai pra creche na Holanda brincando com sua au pair
Ter uma au pair é uma das alternativas para várias famílias
Fonte: Foto por Daria Shevtsova em Pexels.

Uma au pair é uma pessoa entre 18 e 31 anos de outro país que faz um intercâmbio cultural. Ela vive com a família, recebe alimentação e uma ajuda de custo mensal (por volta de € 300 e € 340) em troca de cuidar das crianças e executar algumas tarefas domésticas básicas (como colocar a louça na máquina, estender as roupas no varal, organizar o quarto das crianças, etc). A au pair não pode ficar responsável por serviços domésticos considerados pesados, como passar roupa ou limpar a casa.

Elas podem trabalhar por no máximo 8 horas por dia e 30 horas por semana e devem ter dois dias de folga por semana. O intercâmbio cultural pode durar, no máximo, um ano. Clique aqui para saber mais sobre como contratar uma au pair. Embora a maioria seja do sexo feminino, existem programas para au pairs masculinos também.

Pré-escola (Peuterspeelzaal)

Crianças desenhando em creche na Holanda
A partir dos dois anos, as crianças já podem ir pra pré-escola na Holanda
Fonte: Pixabay

Crianças a partir de dois anos (ou dois anos e meio, de acordo com a região) já podem começar a ir para a pré-escola de dois a cinco dias por semana (a quantidade de dias máximos e mínimos depende da escola), por três horas ao dia.

O objetivo é fazer com que a criança se socialize e se familiarize com um ambiente de grupo, oferecendo brincadeiras de roda, pinturas, desenhos e o livre convívio, preparando-a assim para a escola quando já tiver quatro anos.

Apesar de ser mais acessível, este serviço também é pago, mas também se qualifica para o reembolso proporcional do governo, quando ambos os pais trabalham ou estudam.

Pré-escola focada no idioma holandês (VVE -Voorschoolse en Vroegschoolse Educatie)

Um dos pontos observados em uma das consultas no sistema público de saúde holandês (que acompanha o progresso de todas as crianças no país) é o desenvolvimento do idioma, mais especificamente a língua holandesa.

Leia também:  Mindfulness na maternidade: comece já

Quando um ou ambos os pais não dominam o idioma local, é provável que a criança seja direcionada a esse programa (VVE). O objetivo é oferecer estímulos para o aprendizado do holandês, evitando que a criança comece a vida escolar já com um atraso no desenvolvimento da língua. Em um mesmo grupo no Peuterspeelzaal podem haver crianças que fazem parte do VVE e outras que não fazem parte. As crianças que fazem parte do VVE pagam menos e têm acompanhamento de um fonoaudiólogo.

Opa & Oma

avós cuidando dos netos que não vão pra creche na Holanda
Na Holanda, os avós costumam ficar com os netos ao menos alguns dias da semana
Fonte: Pixabay

É também comum na Holanda que pais e avós ajudem a cuidar dos pequenos no dia a dia. Os pais, por exemplo, podem trabalhar por meio expediente e tirar, cada um, um dia da semana para ficar com os filhos, os avós ficam mais um dia e eles vão para a creche apenas em dois dias na semana. Isso é bem visto pelos empregadores holandeses, já que no país existe essa cultura de tempo de qualidade junto aos filhos. Além disso, os custos podem ser, muitos vezes, relativamente compensadores (um dia de trabalho pode valer o mesmo que um dia de creche).

Atividades voltadas para a socialização

duas crianças que não vão na creche na Holanda brincam num parquinho
Na Holanda há muitas opções para as crianças que ficam em casa com os pais socializarem
Fonte: Pixabay

Para as crianças que ficam em casa com os pais, há também infinitas possibilidades de socialização que vão muito além dos parquinhos (em abundância em todo o país). É grande a oferta de aulas de musicalização, natação e dança, assim como academias para crianças pequenas. Semanalmente existem diversos play groups organizados por mães ou pela municipalidade em centros culturais, bibliotecas, igrejas e cafeterias com espaço e cardápio infantil, como o Kunst & Kids Café, em Haia.

O Kunst & Kids Café (onde sou voluntária) é uma organização sem fins lucrativos que funciona durante o horário escolar e oferece diversas aulas de arte para crianças de zero a quatro anos, por preços bem camaradas.

Para os pais, é possível tomar um delicioso café servido por baristas voluntários e saborear bolos caseiros e aperitivos para fazer o encontro ainda mais gostoso. Para ver a nova programação de aulas do Kunst & Kids, clique aqui.

Quais outras formas de socialização você encontrou para o seu filho em idade pré-escolar na Holanda? Divida conosco sua experiência e compartilhe o nosso artigo para ajudar outros pais (botões logo abaixo).

Gostou do artigo? Compartilhe com outras mães 🙂

Queremos saber o quanto esse artigo foi útil pra você!

Por favor, deixe sua avaliação.

Resultado 5 / 5. Número de votos: 1

Seja o primeiro a avaliar...

Nós lamentamos muito que você não está satisfeita com o artigo.

Ajude-nos a escrever artigos mais úteis e informativos!

Por favor, deixe sua sugestão em como melhorar esse artigo.



Artigos relacionados

2 Comentários

  1. Voce saberia dizer se todo cidadao europeu tem direito a esse subsidio do governo em relacao a creche ou somente holandeses? Eu tenho cidadania polonesa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.