Pai e mãe subindo escada para viajar de avião com crianças e bebês

Viajar de avião com crianças e bebês: as melhores dicas

5
(9)

Passagens compradas, malas arrumadas e a preocupação de viajar de avião com crianças e bebês começa muito antes de embarcar. Mas saiba que essa tarefa pode ser mais tranquila do que você imagina. Basta se organizar e levar alguns itens na mala de mão para tornar a viagem do seu filho (e a sua!) mais confortável.

Viajar com filhos pode ser muito divertido. Aproveite o tempo de espera no aeroporto para deixá-los caminharem e gastarem energia. Brincar e explorar os cantinhos de cada lugar pode fazer com que seu filho se canse e queira ficar quietinho assim que chegar na poltrona do avião. 

Lembre-se de levar pelo menos duas mudas de roupa na mala de mão para o caso de emergências.

Tente ir com antecedência ao aeroporto, pois viajar de avião com crianças e bebês está sempre sujeito a imprevistos, como trocar uma fralda ou ter que limpar alguma sujeira.

Carrinho de bebê na porta do avião

A primeira coisa que você precisa saber é que carrinhos de bebê podem ser despachados na porta de entrada da aeronave, mas é na porta mesmo.

Geralmente os funcionários das companhias aéreas recolhem o carrinho naqueles tubos que dão acesso ao avião, isso torna muito mais fácil o tempo de espera até o embarque.

Apenas comunique no momento do check-in que você vai despachar o carrinho na porta, coloque a devida identificação fornecida pela empresa e antes de entrar no avião deixe-o no local indicado.

Para passar pela segurança do aeroporto será necessário tirar seu filho do equipamento, fechá-lo e então passá-lo pela esteira de raio X.

Imagem de dentro de uma cabine aérea com assentos e uma pessoa regulando a saída de ar em cima dela
Foto de Steven Thompson em Unsplash

Distrações para os pequenos

Para distrair seu filho durante as horas de voo, ninguém melhor que você e o pai para saber o que ele gosta ou não de fazer. Mas, se é a sua primeira vez com a família nas alturas, aí vão algumas dicas do que levar:

  • livros de adesivos
  • livros de colorir
  • quebra-cabeças
  • jogos de montar
  • brinquedos que não façam muito barulho
  • fone de ouvido no tamanho da criança (já que os fornecidos pelas companhias aéreas são grandes para as suas orelhinhas) 
Leia também:  7 atrações com o tema dinossauros na Holanda

O entretenimento a bordo sempre tem opções de filmes e desenhos infantis. Mas, se você já sabe o que seu filho gosta de apenas alguns específicos, pode baixar no seu celular ou tablet aqueles preferidos.

O aplicativo Netflix, por exemplo, permite que você baixe alguns títulos para assistir quando estiver offline. Para o meu filho, não pode faltar “Patrulha Pata” (ou Patrulha Canina, como chamam no Brasil), Mickey e PJ Masks, por exemplo. 

Outra ideia legal é levar alguma novidade e dar para a criança dentro do avião ou em um momento de tédio. Ela pode se distrair por um bom tempo com esse novo item, que pode ser um brinquedo, um livro ou um acessório diferente. 

Dentro do avião, é praticamente impossível que seu filho fique sentado o tempo todo. É super normal ele querer conhecer e caminhar entre os corredores, então aproveite e vá esticar as suas pernas também. 

Agindo com respeito e educação, tenho certeza que os demais passageiros vão adorar a visita dele!

Para uma noite tranquila

Se seu filho é um bebê, para os voos de longa duração geralmente é possível solicitar um berço para usar no avião. Ele vai encaixado na parede divisória da aeronave e fica na sua frente. Para solicitar, é preciso ligar para o atendimento ao cliente da sua companhia aérea e reservar o berço logo depois que você comprar a passagem. A quantidade de berços por voo é restrita. 

Fique atento também as regras de utilização do berço, como limite de peso, de altura e de idade. Algumas companhias disponibilizam berço para crianças de até 10 ou 11 quilos e que tenham no máximo 12 meses. Nos sites das empresas você consegue buscar todas as informações.

Leia também:  Passeio com crianças em Portugal: Zoológico de Lisboa

Se seu filho já não cabe mais no berço, mas ainda está na idade de viajar no seu colo (até os 2 anos), uma dica legal é levar a bordo um travesseiro. Pode ser o de amamentação ou um grande de casa mesmo. A ideia é acomodá-lo melhor no seu colo e te dar movimentos com os braços, sem que você precise ficar segurando ele o tempo todo. 

A dica também vale para crianças que já ocupam um assento. Eu já usei essa tática duas vezes, quando meu filho ainda viajava no colo e depois, quando tinha seu próprio assento. Ele dormiu muito mais confortável e eu pude me mexer sem acordá-lo.

Crianças pequenas brincando juntas no avião
Foto de Jelleke Vanooteghem no Unsplash

Planeje sua viagem com filhos

Escolher os assentos com antecedência também é importante ao viajar com filhos. Assim você pode optar pelo lugar que mais combina com as necessidades de sua família:

  • Assentos na primeira fileira, com mais espaço, são ideias para quem está com bebê de colo e pode pedir o berço
  • Lugares no corredor são ótimos para as crianças que estão aprendendo a andar
  • Sentar próximo ao banheiro com o filho que estiver desfraldando 

Fazer voos noturnos pode ser uma boa opção para aquela criança que é dorminhoca. É bem provável que ela durma algumas horas seguidas, deixando você tranquila para fazer o mesmo. 

Se for um voo diurno, não se esqueça de gastar as energias do seu filho antes do embarque. Uma dica é escolher os horários dos voos de acordo com as sonecas que seu filho faz ao longo do dia. 

Se for possível, opte pelo horário de partida de um voo cuja soneca aconteça entre meia a uma hora após a decolagem. Se a viagem tem conexões, eu prefiro escolher a opção que tenha pelo menos duas horas de intervalo entre os voos. Assim, eu posso sair do avião com calma, caminhar sem pressa até o próximo portão, ir ao banheiro e ainda deixar meu filho brincar um pouco.

Leia também:  Como ajudar na adaptação dos filhos em outro país?

Alimentação ao viajar de avião com crianças

Não se esqueça de levar alguma comidinha para dar ao seu filho dentro do avião, seja para matar a fome ou para distraí-lo enquanto não servem a refeição a bordo. As comidas feitas para crianças em voos são muitas vezes pouco saudáveis. Por isso, se você é da turma que se preocupa sempre com isso, é bom levar uma marmitinha.

Marmita de brócolis, arroz e frango desfiado para levar para viajar de avião com crianças
Levar marmita é uma opção quando se deseja evitar
comida industrializada para as crianças
Foto de Keegan Evans no Pexels

Quando se viaja com crianças, frutas e comidas caseiras passam tranquilamente pela fiscalização, assim como mamadeiras e garrafas de água com mais de 100 ml. Algumas vezes, podem pedir para verificar o conteúdo, mas eu já passei pela fiscalização com comida congelada que eu tinha feito em casa e foi muito tranquilo. 

Em alguns aeroportos eles pedem apenas para você separar o que é do bebê antes de passar pelo raio X. 

É importante lembrar de prestar atenção na hora da decolagem e da aterrissagem. Por causa da mudança de pressão na cabine, é preciso evitar a dor de ouvido nos pequenos oferecendo algo para beber. Se ele ainda mamar, oferecer o peito é uma ótima escolha.

E para você, o que é imprescindível na hora de viajar com os filhos? Conta pra gente!


Queremos saber o quanto esse artigo foi útil pra você!

Por favor, deixe sua avaliação.

Resultado 5 / 5. Número de votos: 9

Seja o primeiro a avaliar...

Nós lamentamos muito que você não está satisfeita com o artigo.

Ajude-nos a escrever artigos mais úteis e informativos!

Por favor, deixe sua sugestão em como melhorar esse artigo.



Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.