viajar pela Europa com crianças

Viajar pela Europa com crianças: documentos e macetes necessários

5
(1)

Para quem for viajar pela Europa com crianças nas inúmeras férias que temos por aqui, é sempre bom se planejar e estar com tudo organizado com antecedência. Confira as nossas dicas e viaje com a família de forma feliz e tranquila, livre de estresses.

família posando na frente de um avião
Fonte: arquivo pessoal

Passaportes e vistos em dia

Atenção para a data de validade dos passaportes! Tenha certeza de que esteja válido por pelo menos três meses depois da data de retorno e que tenha sido emitido há menos de 10 anos. Tão importante quanto o passaporte é a permissão de residência, que também deve estar em dia.

Autorização de viagem do outro responsável

Se você está viajando sozinha com seu filho pela Europa, precisará da autorização de viagem assinada pelo pai (disponível aqui). Junto deve haver uma cópia do passaporte dele e uma cópia da certidão de nascimento da criança (o mesmo vale para o pai que viaja sozinho com o filho ou um dos cônjuges de casal homoafetivo).

Este é um requisito básico que vale para todo o território europeu, a fim de prevenir a abdução internacional de menores. Alguns países também pedem documentos adicionais, então procure se informar no site do consulado do país em questão para informações mais específicas.

Viajando fora do período de férias escolares

Quem tem crianças em idade escolar na Holanda (a partir dos cinco anos), sabe: você não pode viajar com seu filho fora das férias escolares. Se você fizer isso, estará violando a Lei de Educação Obrigatória (Leerplichtwet) e estará sujeito a uma multa bem pesada, de 100 euros por dia, podendo chegar a um total de 900 euros por família. Muitas vezes, há controle no próprio aeroporto pedindo uma autorização de viagem dada pela escola, sob pena de não permitirem que a criança prossiga com a viagem, ou seja: sem autorização, sem viagem.

Essa autorização é possível de ser obtida em alguns casos específicos, devido a circunstâncias especiais, como quando se vai atender a um casamento ou funeral, ou por motivos religiosos. Neste caso, é necessário fazer o requerimento de autorização oito semanas antes da viagem.

Avião, trem, ônibus ou carro?

A Holanda é geograficamente super estratégica para se iniciar uma viagem de carro ou ônibus pela Europa, e o continente conta com estradas de excelente qualidade para tanto. Do aeroporto, e possível estar em diversos destinos maravilhosos e a duração dos voos quase nunca excede duas horas. As linhas ferroviárias oferecem viagens confortáveis e rápidas, além de vistas deslumbrantes. De todas as formas, é possível ter uma viagem inesquecível com seus filhos pela Europa, basta que você se organize e se atente a alguns macetes.

Chegue com antecedência

Os trens não costumam ficar mais que 15 minutos na plataforma, e sempre saem pontualmente no horário! Portanto, chegue na plataforma com pelo menos 30 minutos de antecedência, para também conseguir escolher o assento, se este não for marcado.

Leia também:  Quais as opções de locais para dar à luz na Holanda?

O mesmo vale para quem vai de avião. Principalmente durante as férias escolares, os aeroportos estão lotados e as filas costumam ser longas. Por isso, tente chegar três horas antes e não perca tempo no aeroporto. Faça o check-in e, assim que possível, já passe pelo raio-X e controle de passaporte. É preferível gastar o tempo que estiver sobrando já perto do seu portão de embarque.

Cordão de segurança
Mochila com cordão de segurança. O importante é não perder as crianças de vista
Fonte: arquivo pessoal

Informe-se com a companhia de ônibus se é necessário cadeirinha

Algumas empresas de ônibus exigem cadeirinha, como a Flixbus, e outras recomendam, mas não exigem, como a Ouibus. Cheque no site da empresa qual é a política, para evitar transtornos (mesmo antes de comprar as passagens).

Limite de bagagem no avião

Bebês de colo (zero a dois anos) não pagam passagem (no máximo uma taxa simbólica que não ultrapassa 10% de um bilhete), já que não precisam usar assento. Mas a quantidade de bagagem que eles podem levar também é reduzida. Geralmente, pode-se levar uma mala de mão e uma mala despachada de 10kg, além do carrinho e cadeirinha.

Como as crianças (de dois a 11 anos) têm seu próprio bilhete e assento, elas estão sujeitas às mesmas restrições de bagagem que os adultos. Para a de mão, isso geralmente significa 7 kg e, para bagagem despachada, 23 kg.

Vale lembrar que o preço dos limites de bagagem nem sempre são gratuitos e dependem muito da companhia aérea e classe de viagem. As companhias econômicas costumam cobrar à parte até pelo ar que respiramos (brincadeira rs)!

Pela Ryanair por exemplo, o bilhete mais barato muitas vezes, só dá direito a uma bolsa de mão que caiba debaixo do seu assento. A bagagem despachada poderá ser cobrada à parte, custando no mínimo 50 euros, ainda que sejam aquelas malinhas pequenas de 15 kg.

O melhor a ser feito é entrar em contato diretamente com a companhia aérea para saber o quanto você precisará desembolsar a mais para poder despachar bagagens.

Líquidos e alimentos para o bebê

O limite de líquido de 100 ml não se aplica a alimentos ou ao leite do bebê, mas os seguranças do aeroporto poderão pedir para verificá-los.

Reservando assento no voo

Se possível, tente reservar um assento na primeira fileira, de frente para a “parede” do avião. Assim você pode deixar seu bebê brincando no chão, em frente aos seus pés, dando um descanso para seus braços e permitindo que ele se movimente mais livremente.

Leia também:  7 atrações com o tema dinossauros na Holanda

Geralmente, neste fileira também há espaço para acoplar um bercinho do próprio avião (para bebês até 10 kg, na maioria). Entre em contato com a companhia aérea assim que comprar as passagens, para já deixar este bercinho reservado.

Se a primeira fileira já estiver ocupada, tente reservar um assento na última. Assim, uma criança pequena poderá ter um pouco mais de espaço para andar pela cozinha e área dos banheiros, e você não terá que se preocupar se está incomodando alguém atrás.

Quando o voo não está cheio, os comissários de bordo podem tentar solicitar que os passageiros mudem de assento, para que seu bebê tenha uma poltrona só para ele. Converse com a equipe do voo sobre essa possibilidade.

Evitando dor de ouvido

Com a pressurização da cabine durante a decolagem e aterrissagem, os ouvidinhos dos bebês podem ficar muito sensíveis. Um dica de ouro para evitar o desconforto nesses dois momentos do voo é oferecer o peito, a chupeta ou a mamadeira ao decolar e ao aterrissar. Isso porque o movimento de sucção feito pelo bebê ajuda a mandíbula a ir para baixo e estica o canal do ouvido, fazendo com que eles fiquem abertos.

Carrinho

Dê preferência a um carrinho prático, que abre e feche (como um guarda-chuva) e seja fácil de ser transportado. Existem modelos que podem ser até mesmo levados como bagagem de mão, como o Yoyo+ Babyzen.

Aposte nos slings e carregadores ergonômicos

Além de deixar suas mãos livres para as fazer as tarefas necessárias no aeroporto, os slings e outros tipos de carregadores ergonômicos (como a mochila evolutiva) manterão seu bebê perto de você durante o voo.

Fraldas e necessidades das crianças

Se possível, troque a fralda antes de entrar no avião e, se a criança estiver no processo de desfralde, peça que ela tente ir ao banheiro ainda no aeroporto. É claro que, em 99% das vezes, o bebê vai esperar que nós entremos no avião para logo em seguida fazer aquele número dois histórico! Se este for o caso, não há motivos para entrar em pânico, pois há trocadores dentro do avião.

Como o espaço costuma ser mega pequeno, as chances de as trocas de fraldas serem desafiantes aumentam. Por isso, vá preparada e coloque seu kit fraldas em um lugar acessível perto da sua poltrona. Leve boa quantidade delas, lencinhos umedecidos, uma roupas suficientes para uma troca inteira, um protetor de trocador ou, melhor ainda, trocadores descartáveis absorventes para deitar o bebê em cima.

Brinquedos novos

Dias antes de viajar, procure por joguinhos, brinquedos e livros novos a serem abertos durante a viagem e o entretenimento será garantido. Se a criança for maiorzinha, peça para ela mesma escolher, e, dessa forma, também participar dos preparativos da viagem. Dica que funciona aqui em casa: o kit Water wow, da Melissa&Doug, e um caderno de adesivos.

Leia também:  Dicas para comprar roupas na Europa pela internet
Brinquedos novos
“Lekker bezig”, no bom holandês
Fonte: arquivo pessoal

Tablets para uso off-line

É inegável que o uso excessivo das telinhas faz mal para as crianças. Mas todas as mães que já viajaram com seus filhos sabem que, para as poucas horas durante a viagem, esse recurso é uma verdadeira benção.

Lembre-se de alguns dias antes baixar aplicativos que funcionem off-line. Se você tem conta da Neflix, é possível fazer download de alguns títulos também. Então, no dia da viagem, é só apertar o play.

Criança pequena usando um tablet em um avião
É importante se certificar de que o conteúdo do tablet estará disponível offline
Fonte: arquivo pessoal

Brincando de comissário ou assistente de voo

Algumas companhias aéreas, como a KLM, adoram envolver as crianças mais velhas nos trabalhos da tripulação durante o voo. A criança que ajudar a servir aperitivos, recolher as bandejas de comida ou lixo, entre outros, recebe ao final um certificado de comissário de bordo e um presente especial. Converse com os comissários e veja se essa é uma possibilidade. Para o seu filho, essa será uma experiência inesquecível!

Criança ajudando a servir petiscos para os passageiros em voo da KLM
Crianças podem ajudar a servir petiscos durante voo da KLM
Fonte: arquivo pessoal

Visitando a cabine do piloto

Quer emoção maior do que ver a cabine do piloto ao vivo e a cores? E por que não tornar este sonho possível? Só se é criança uma vez na vida! A depender da flexibilidade do piloto, um bate papo rápido é super possível ao final do voo. Basta perguntar para a tripulação. Ver os olhinhos do seu filho brilhando não tem preço nem pressa que paguem!

Quando em dúvida, ofereça comida

O tempo passado dentro de um meio de transporte é definitivamente o momento de esquecer os horários rígidos de refeição, pois nada é mais eficaz em distrair uma criança do que alimentá-lá. Tenha um estoque generoso de snacks e suas chances de sossego e harmonia aumentarão.

Aproveite a viagem

Viajar (pela Europa ou qualquer lugar do mundo) com seus filhos é o melhor presente que você pode dar a eles. É a garantia de muito tempo de qualidade junto com toda a família, ao mesmo tempo em que é uma oportunidade única de aprendizado para uma criança, em todos os níveis.

As crianças não precisam de muito para se maravilharem, pois explorar um ambiente novo em si já é uma grande aventura. Não deixe que os pequenos estresses tomem conta do seu humor ou lembranças, tenha jogo de cintura e se entregue ao clima das férias!

Bebê sentado em poltrona de avião segurando o cinto que se acopla no do adulto em que ele sentará no colo.
Bebês têm cinto próprio que se acopla no do adulto em que ele vai no colo, na maioria das companhias aéreas
Fonte: arquivo pessoal

E você, tem dicas sobre viajar com filhos pela Europa para dividir conosco? Compartilhe nosso artigo (botões logo embaixo) para ajudar outras mães e boa viagem!

Gostou do artigo? Compartilhe com outras mães 🙂

Queremos saber o quanto esse artigo foi útil pra você!

Por favor, deixe sua avaliação.

Resultado 5 / 5. Número de votos: 1

Seja o primeiro a avaliar...

Nós lamentamos muito que você não está satisfeita com o artigo.

Ajude-nos a escrever artigos mais úteis e informativos!

Por favor, deixe sua sugestão em como melhorar esse artigo.



Artigos relacionados

4 Comentários

  1. Amei o artigo, estarei indo para Holanda em 2019, minha família mora em Tilburg, tenho muitas dúvidas em relação a documentação, vacinas pq vou com meu filho de 06 anos…. Vou ler direitinho o artigo e qualquer dudúvi entro em contato com vcs.
    Obrigada

  2. Adorei as informações e orientações, muito objetivas e precisas, um bom texto dinâmico parabéns

  3. Parabéns pelo artigo. Aproveite muito essa fase porque passa rápido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.